25ª Semana de Criação – 2# 05 lições da publicidade argentina

Continuando nossa cobertura da 25ª Semana de Criação, falaremos um pouco do bate-papo com Seto Oliveri, diretor de criação da Leo Burnett Argentina, que trouxe 05 lições que os argentinos podem ensinar para os criativos brasileiros.

Confira:

05 Lições da Publicidade Argentina

Palestrante: Seto Oliveri , diretor geral de criação da Leo Burnett Argentina 

Responsável por grandes cases da filial da Leo Burnett da Argentina, Seto começou mais direto e disse que no final das contas, criatividade tem que gerar dinheiro, se não a agência não vive. Por mais apaixonada que seja sua ideia ela tem que vender, mas isso não significa que ela tem quer ser uma ideia enlatada, aqui o foco é exatamente como tornar ela original e ele vai dar 05 dicas regadas com cases e historinhas para te ajudar com isso.

1#  É melhor ter ideias do que desculpas – Desculpas não ganham prêmios, ideias sim, então a agência tem  que  ser a prova de egos e concentrar os esforços em ideias para resolver os problemas e não em desculpas para barrarem as ideias.

O case que ele cita aqui é o incrível case da Fiat onde o briefing era o lançamento de um novo motor, algo que além de não atrativo ainda não se tinha a peça exata para se fazer um evento ou um anúncio comum. Mas eles não enxergaram o fato de não ter o motor uma desculpa para fazer algo medíocre sem levar carcada, e sim como uma oportunidade de poder ir além, e eles realmente foram transformando o lançamento em um case policial que virou sensação na Argentina.

Isso sim é pensar fora da caixa!

2# Não dê nada por estabelecido – Tudo deve ser tratado como novo, esqueça o histórico, é hora de começar com a página em branco.

Antes ele introduz uma história de experimentos feitos em macacos, que sempre que tentavam alcançar uma banana em uma escada sofriam um castigo, um após o outro. Eis que percebesse que depois de uns 10 macacos levarem castigos, os demais macacos já não iam atrás das bananas, eles desistiam mesmo sem nada de concreto tendo acontecido com eles. E é exatamente assim que matamos nossas ideias no brainstorm.

Aqui o case que ele usou para ilustrar, foi uma campanha do agasalho que pelo briefing deveria ser apenas um institucional que mostrasse as famílias necessitadas e os números da conta, assim como havia sido feito nos anos passados.  Eles resolveram ignorar esse briefing e propor algo novo, bem mais legal e que ia resolver o problema do cliente. Uma ação de guerrilha em Palermo, que ao final deu um super resultado em mídia espontânea.

3# Pensar nas marcar e não na agência – Ganhar prêmios é bacana, ter uma baita ideia louca também mas temos que nos concentrar em algo que realmente tenha resultado para o cliente.

Como no case citado por ele MTV Switch, que queria um comercial no estilo MTV para a campanha de aquecimento global e mesmo eles querendo ir ao extremo do No Sense por ser um canal jovem, eles reconheceram que aquele briefing não tinha esse propósito.

Eles então tocarão dois outros comercias, que ainda sim respeitavam o estilo MTV mas com a pegada mais séria e de impacto que o briefing pedia.

4# Ser utópico dá mais oportunidades – Pensar alto traz mais oportunidades do que pensar pequeno.

Aqui ele cita o case de uma concorrência ao qual eles concorreram para uma loja de produtos tecnológicos, onde a ideia que surgiu foi: Vamos fazer um viral com o carro do De Volta para o Futuro entrando na loja, e depois deixar ele lá em exposição.  Daí a gente contrata o ator do filme para ser garoto propaganda.

Apesar da louca ideia, e da verba ultrapassar o briefing, o cliente reconheceu que ali estava uma oportunidade incrível, e eles levaram a concorrência. Não se pode ter medo do utópico, porque apesar dele ser arriscado, ele pode dar muito resultado.

5 # Diversão – Muita pressão e stress podem queimar sua lâmpada criativa, então relaxe e se divirta durante o processo. Afinal, um layout ou um ppt nunca terá a mesma pressão que uma operação de vida e morte. Então já que escolhemos ser publicitários e partindo do suposto que fazemos o que gostamos, porque perder tempo com stress?

Aqui os cases que exemplificaram a dica foram os clássicos comercias bem humorados da publicidade argentina.

25ª Semana de Criação
Data: 26 a 30 de março de 2012
Local: Centro Fecomércio  de Eventos – Teatro Raul Cortez
Endereço: Rua Dr Plinio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo-SP

 

Sobre Saraguato WTL
Saraguato Without The Line é uma agência que oferece possibilidades infinitas de comunicação. Porque nenhuma linha pode dizer até onde nossa criatividade pode ir. Ativação, guerrilha, degustação, sampling, blitz, visibilidade, eventos, experiências e ações que exploram todas as direções. Alguns clientes que já trabalharam e trabalham com a gente: Kraft Foods Brasil (Sonho de Valsa, Bis, Lacta), K&S (Philadelphia, Mini Philadelphia, Requeijão Speciale Sadia), O Boticário, Femsa, Heineken, Allianz Seguros, NCGames, Pernod Ricard, entre outros. Rua Alexandre Dumas, 1708, 3º andar – Chácara Santo Antônio - São Paulo 55 11 3377-8737

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: